MARLUI MIRANDA   
(Marlui Nóbrega Miranda)
12/10/1949  Fortaleza, CE
FOTOS
VÍDEOS


    Nascida em Fortaleza, mudou-se para o Rio de Janeiro aos cinco anos de idade. Em 1959, mudou-se para Brasília. Em Brasília estudou Arquitetura pela Universidade de Brasília, trocando o curso pelo de Regência na Faculdade Santa Marcelina. Em 1968, venceu um festival de música estudantil e acabou . Pouco depois, iniciou pesquisas sobre a música indígena. No ano de 1971 voltou a morar no Rio de Janeiro, indo estudar no Conservatório Villa-Lobos, além de ter aulas de violão com Turíbio Santos, Oscar Cárceres, Jodacil Damasceno, João Pedro Borges e Paulo Bellinati. Em seguida, começou a fazer apresentações com diversos artistas, como Jards Macalé, Taiguara, Milton Nascimento e Egberto Gismonti. Compôs com Xico Chaves e Jards Macalé o tema para o personagem Tio Barnabé do Sítio do Pica-Pau Amarelo, programa infantil apresentado na TV Globo no início da década de 1970. A partir de 1974 passou a se dedicar à pesquisa de tradições musicais dos povos indígenas da Amazônia. Em 1977, a dupla Sá e Guarabyra gravou "Marimbondo" (c/ Xico Chaves), de sua autoria. A partir de 1978 organizou grupos de discussão com advogados, antropólogos e várias instituições visando à correção de falhas na legislação sobre direitos autorais aos povos indígenas. Em 1979 lançou seu primeiro disco, "Olho d'água", pela gravadora Continental, onde cantou "Sodade, meu bem sodade" (Zé do Norte), "Acorda Maria Bonita" (Volta Seca), entre outras. Ainda na década de 70, produziu com o fotógrafo Marcos Santilli o audiovisual "Nharamaã", a partir das pesquisas realizadas sobre a colonização de Rondônia. No ano de 1983, gravou o disco "Revivência", pelo selo Memória. No ano seguinte, também pelo selo Memória, lançou o LP "Paitér Merewá", sobre a música dos índios Suruí de Rondônia, reunindo 13 canções suruís recolhidas por ela e pela antropóloga Betty Mindlin. Em 1986, lançou o disco "Rio acima", também pelo Selo Memória. No mesmo ano, recebeu apoio para pesquisa da "The Jonh Simon Gugenheim Memorial Foundation", dos Estados Unidos. Ao longo dos anos 90, outras instituições de apoio à pesquisa como a Fundação Vitae de São Paulo, The Rockfeller Foundation dos Estados Unidos, Fundação Rio Arte do Rio de Janeiro e pronac - Programa Nacional de Apoio à Cultura, apoiaram suas pesquisas sobre a cultura musical dos índios. Em 1990 participou como supervisora musical e cantora do filme "Brincando nos campos do Senhor", de Hector Babenco. No ano de 1992, ficou responsável pela recriação da música indígena na obra "Ópera dos 500", de Naum Alves de Souza e Grupo Pau Brasil, tendo atuado também como cantora. No ano seguinte, ao lado do grupo Pau Brasil, compôs a trilha sonora do documentário "Arawetê", produzido pelo Centro de Documentação e Informação (Cedi). Como integrante do Grupo Pau Brasil, fez apresentações em vários teatros da Europa, Estados Unidos e Japão e lançou o CD "Série música viva - Grupo Pau Brasil e Hermeto Pascoal". Ainda em 1993, participou da Comissão "Índios do Brasil", presidida pelo Senador Severo Gomes. No mesmo ano, produziu para a gravadora alemã Sonoton o CD "Amazon Reinforest Music". Em 1995, gravou o CD "Ihu - todos os sons", pelo selo Pau Brasil, com músicas e sons de povos indígenas brasileiros das nações Tukano, Suruí, Pkaa Novas, Nhambikwara, Yanomani, Suyá, Jaboti, Kaiapó, Juruna, e Tupari. Do disco resultou o show "Ihu-todos os sons". No mesmo ano, realizou no Departamento de Antropologia da UNICAMP a palestra "Trilhas para alcançar a música indígena brasileira". Em 1996, o CD "Ihu - todos os sons", foi lançado na Alemanha pela gravadora Exile. Realizou shows nos Estados Unidos, Áustria, Suíça e Alemanha. No mesmo ano, recebeu com o grupo Pau Brasil o Prêmio Sharp de "Melhor Grupo Instrumental". Logo depois, apresentou na Catedral da Sé, em São Paulo, por ocasião dos 400 anos da morte do padre Anchieta, a missa indígena "Kewere: Rezar", inspirada em motivos de diversos povos indígenas com coral de 90 vozes e participação da Orquestra Jazz Sinfônica. Ainda em 1996, integrando o Pau Brasil, lançou o CD "Babel". No ano seguinte, lançou com o gupo Pau Brasil o CD "2ihu Kewere: Rezar", que foi lançado também nos Estados Unidos no mesmo ano. Ganhou os prêmios de melhor CD de Word Music do ano, recebendo da Academia Alemã de Crítica o "Preises Der Deutschen Schallplattenkritik" pelo CD "Ihu-todos os sons", e da Associação dos Distribuidores Independentes Norte-Americanos, na mesma categoria. No ano seguinte, em 1998, juntamente com Gilberto Gil e Rodolfo Stroeter, lançou pelo selo Pau Brasil o disco "O Sol de Oslo", no qual foram incluídas duas composições de sua autoria: "Sebastiana" e "Eu te dei meu ané", esta última em parceria com Gilberto Gil. Em 1999, realizou diversas palestras, no Brasil e no exterior. No mesmo ano, recebeu o prêmio de melhor CD de música latina pela Native American Society. Participou também do Festival de Música Sagrada na Casa do Tibet, em Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos, organizado pelo Dalai Lama. Em 2000, foi lançado o filme "Hans Staden", de Luís Alberto Pereira, com trilha sonora de sua autoria. Realizou diversas excursões à Europa e aos Estados Unidos com seu show "Ihu-todos os sons".  Em 2014 lançou o CD "Fala De Bicho, Fala De Gente". Reconhecida internacionalmente como intérprete da música indígena, é a mais importante pesquisadora da música brasileira atual.

DISCOGRAFIA


1979 - Olho d'Água (Continental)
1. Vinho do Porto (Marlui Miranda / Ana Maria Bahiana)
2. No Pilar (Jararaca)
3. Pitanga (Marlui Miranda / Capinan)
4. Estrela do Indaiá (Marlui Miranda / Xico Chaves)
5. Olho D'água (Marlui Miranda) 
6. Marimbondo (Marlui Miranda / Xico Chaves)
7. Grupo Krahó (Indios Krahó)
8. Acorda Maria Bonita (Volta Seca)
9. Herculano (Marlui Miranda / Xico Chaves)
10. Sodade Meu Bem Sodade (Zé do Norte)
11. Calypso (Egberto Gismonti / Geraldo Carneiro)

1980 - COMPACTO (Continental)
1. Mata (Marlui Miranda - Marcos Santilli)
2. Estrela do Indaiá (Marlui Miranda / Xico Chaves)

1983 - Revivência (Independente-Memória)
1. Galopera (Maurício Cardozo Ocampo / Zayas)
2. Menino da Porteira (Teddy Vieira / Luisinho)
3. Mata (Marlui Miranda / Marcos Santilli)
4. Canção Suruí (Nambecoa Suruí / Tradicional) 
5. Timon (Clodô / Climério / Clésio)
6. Imagens (Marlui Miranda / Otávio Afonso)
7. O Dois de Junho (Manoel Germano)
8. Estrada de Ferro Madeira-mamoré (Tradicional / Adpt. Marlui Miranda / Adpt. José Cândido) 
9. Araguaia (Marlui Miranda / Ana Maria Miranda)
10. Repete Camaleão (Marlui Miranda / Xico Chaves)

1986 - Rio Acima (Independente-Memória)
1. Na Asa do Vento (Luis Vieira / João do Vale)
2. Tininim (Marlui Miranda / Ziraldo)
3. Morena Bonita (Tradicional)
4. Volto Pra Curtir (Jards Macalé / Waly Salomão)
5. Lavadeira (Marlui Miranda / Xico Chaves)
6. Na Zagaia (Marlui Miranda)
7. Do Pilá (Jararaca)
8. Neliandra (Marlui Miranda)
9. No Tempo do Espicho (Marlui Miranda)

1995 - Ihu - Todos os Sons (Pau Brasil)
1. Tchori Tchori (Índios Jaboti de Rondônia)
2. Pamé Daworo (Índios Jaboti de Rondônia)
3. Tche Nane (Índios Jaboti de Rondônia)
4. Ñaumu (Índios Yanomami de Roraima)
5. Awina - Ijain Je E' (Índios Pakaa Nova de Rondônia)
6. Araruna (Índios Parakanã do Pará)
7. Mena Barsáa (Índios Tukano do Amazonas)
8. Bep (Índios Kayapó do Pará)
9. Festa Da Flauta (Índios Nambikwara do Guaporé - MN)
10. Yny Maj Hyrynh (Índios Karitiana de Rondônia / José Pereira Karitiana)
11. Hirigo (Índios Tupari de Rondônia)
12. Wine Merewá (Índios Suruí de Rondônia)
13. Mekô Merewá (Índios Suruí de Rondônia)
14. Ju Parana (Índios Juruna do Mato Grosso do Norte)
15. Kworo Kango (Índios Kayapó do Pará)
16. Mito - Mitumji Iarén (Índios Suyá do Mato Grosso do Norte)
17. 15 Variações De Hai Nai Hai (Índios Nambikwara do Guaporé - MN)

1997 - 2 Ihu Kewere: Rezar (Pau Brasil)
1. Canto De Entrada (Marlui Miranda / Índios Aruá / José de Anchieta)
2. Kyrie (Marlui Miranda)
3. Glória (Marlui Miranda / Índios Tupari / José de Anchieta)
4. Aleluia: Aclamação Ao Evangelho (Marlui Miranda / José de Anchieta)
5. Credo (Marlui Miranda / Índios Urubu-Kaapor / José de Anchieta)
6. Ofertório (Marlui Miranda / Índios Aruá)
7. Pai Nosso (Marlui Miranda)
8. Agnus Dei (Marlui Miranda / Índios Aruá / José de Anchieta)
9. Comunhão (Marlui Miranda / Índios Aruá / José de Anchieta)
10. Ação De Graças (Marlui Miranda / Índios Urubu / Kaapor)
11. Canto Final (Marlui Miranda / Índios Aruá / José de Anchieta)

1999 - Hans Staden - Trilha Sonora do Filme (Independente/Lap)
1. De Que Vale À Cidade O Guarda, E Ao Navio Possante Nos Mares, Se Deus A Eles Não Proteger? (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
2. Como Fui Aprisionado Pelos Selvagens E Como Isso Aconteceu (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
3. Eu, Vossa Comida, Cheguei (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
4. Como Me Levaram Ao Seu Rei Supremo, Chamado Konyan-bébe E O Que Ali Fizeram Comigo (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
5. De Como Libertei Um Escravo (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
6. Então As Moças Assentaram-se Ao Pé A Mastigarem As Raízes, E O Que Fica Mastigado É Posto Numa Vasilha À Parte (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
7. De Como Uma Marabá Me Surgiu Do Sonhar (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
8. Vim, Mas Não Sou Vosso Inimigo. Deram-me Então Bebida (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
9. Deitei-me Na Rede E Deus Sabe Quanto Me Considerava Desgraçado (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
10. Depois Vem Uma Mulher Correndo Como Iwera Pemme, Vira Os Feixes De Penas Para Cima, Grita De Alegria E Passa Pelo Prisioneiro Para Que Este O Veja (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
11. Como O Irmão De Jeppipo Wasu Chegou De Mambukabe E Queixou-se A Mim De Que Sua Irmã, Sua Mãe E Todos Os Outros Estavam Doentes E Pediu-me Que Eu Fizesse Com Que Meu Deus Lhes Desse Outra Vez A Saúde (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
12. E Tinha Sonhado Comigo Sonhos Tão Horríveis Que Pensava Também Ia Morrer (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
13. E Aquela Com Quem Ele Vivia, Em Cujo Aposento Ficava, É Que Lhe Servia A Comida (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
14. Deus Todo Poderoso Que Me Livre Desta Prisão (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
15. De Como Nairá Recebe De Consolação A Tesoura De Jacó, O Mercador (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
16. Pensáveis Que Eu Queria Fugir? (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
17. Também Têm O Costume De Fazer Presente De Suas Mulheres, Quando Aborrecidos Delas (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
18. Como Deus Todo Poderoso Me Deu Uma Prova (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
19. Como Foi Que Me Levaram Para Fazer Presente De Mim (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
20. Como, Logo Depois De Terem Feito Presente De Mim, Um Navio Chegou Da França E, Por Providência De Deus, Me Comprou E Como Isso Aconteceu (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
21. Começou Então O Principal A Dizer Em Voz Alta A Bordo Que Eu Voltasse No Primeiro Navio, Que Ele Me Considerava Seu Filho E Estava Muito Irritado Com A Gente De Uwattibi, Que Queria Me Devorar (Marlui Miranda / Lelo Nazário) - com Manoel Tupari
22. Seus Nomes São De Pássaros, Peixes E Frutas Das Árvores, E Têm Um Só Nome Desde Crianças (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
23. Após Isso, O Capitão Deu A Todos Algumas Mercadorias Que Podiam Valer Uns Cinco Ducados. Com Isso Partiram Para Suas Casas, Em Terra (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
24. E Uma Das Mulheres Do Principal Que Tinha Vindo À Bordo, Foi Por Ele Excitada A Me Gritar Nos Ouvidos Como É De Costume Deles, E Eu Gritei Também, Segundo O Mesmo Costume (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
25. Assim Me Livrou O Deus Todo Poderoso, O Deus De Abraão, Isaac E Jacó Do Poder Dos Bárbaros (Marlui Miranda / Lelo Nazário)
26. Música Para Os Créditos Finais (Marlui Miranda / Lelo Nazário)

2014 - Fala De Bicho, Fala De Gente (SESC/SP)
1. Duku Duku (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
2. Kaibi Dukaseda (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
3. Yuparana (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
4. Yaita Yaita (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
5. Abina Wabaku Tade (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
6. Apï Ayã Txuxitxuxi (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
7. Mã De Uzakazaka (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
8. Padu, Padu, Padu (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
9. Kuadi Abïa (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
10. Alukade Wase (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
11. Apï Abaku Da (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
12. Ude Lawïla Maku (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
13. Anana de Wata (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
14. Makaxi Pararaku (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)
15. Wara Wara (Associação Yarikayu do Povo Juruna / Yabaiwa Juruna / Adpt. Marlui Miranda)