GILDA LOPES
(Guiomar Schneider)
17/06/1937, Porto Alegre RS - 07/2009, São Paulo SP
FOTOS
VÍDEOS


    Gaúcha, estudou piano e balé entre os 5 e os 14 anos. Em 1950, foi eleita Rainha dos Estudantes Gaúchos, e, dois anos mais tarde, com 15 anos, obteve o segundo lugar no concurso de Miss Porto Alegre, pois pelo regulamento menores de idade não poderiam vencer o concurso. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1959, indo em seguida trabalhar como funcionária da Embaixada Brasileira em Roma, na Itália. Foi em Roma que Gilda Lopes iniciou a carreira artística. Foi convidada para apresentar-se em um programa da Rádio Roma, que na ocasião fazia uma homenagem ao Brasil. Nessa ocasião cantou a música "Lamento escravo", de autoria da própria Gilda. Chamou tamanha atenção que dias depois dessa apresentação no rádio recebeu convites das gravadoras Fonit e RCA Victor para gravar um disco. Passou a cantar regularmente na rádio italiana e a fazer apresentações em boates como a "Open Gate" e a "Kit Kat". Também fez participações em produções do cinema italiano, e foi tema de reportagens em revistas, como "Settimana" e "Ill Tempo". Entusiasmada com o sucesso na Itália, resolveu retornar ao Brasil ainda em 1959. Gravou o primeiro disco em 78 RPM no mesmo ano, pela gravadora Continental, com as músicas "Lola" (R. Adler / J. Ross / Vrs. João Roberto Kelly) e "Delírio" (João Roberto Kelly / Gilda Lopes). Casou-se com Eliezer Schneider, com quem teve um filho, Jean Bayard Schneider. Só voltou a gravar em 1962, fazendo imenso sucesso com "O Trovador de Toledo (L'Arlequin de Tolède)" (Hubert Giraud / Jean Drejac / Vrs. Romeo Nunes), lançado inicialmente em 78 RPM e incluído no único LP de Gilda, "A Fabulosa", lançado em 1963. Em seguida Gilda Lopes  enfrentou um drama familiar, quando, em dezembro de 1962, um acidente de ônibus no Paraná durante uma viagem entre Porto Alegre e São Paulo, causou a amputação do braço de seu filho, que estava acompanhado dos pais de Gilda. Querendo passar as festas de ano novo em companhia da família e com receio de que os parentes fizessem o trajeto de avião, pois havia acontecido um acidente aéreo recentemente, a cantora sugeriu que a viagem fosse feita por terra. A partir desse acontecimento, sentindo-se culpada pelo ocorrido, a cantora afastou-se das atividades artísticas para cuidar do restabelecimento do filho, indo para os Estados Unidos para dar prosseguimento ao tratamento fora do Brasil. Apesar do grande sucesso, Gilda nunca mais retornou à vida artística. Faleceu em julho de 2009, após sofrer problemas de saúde e perder a visão em decorrência do agravamento da diabetes. Muito bonita e dona de uma voz de grande extensão, Gilda Lopes chegou a ser comparada a uma das maiores cantoras em atividade no Brasil à época de seu aparecimento, Angela Maria.

DISCOGRAFIA

1959 - 78 RPM (Continental)
1. Lola (R. Adler / J. Ross / Vrs. João Roberto Kelly)
2. Delírio (João Roberto Kelly / Gilda Lopes)
1962 - 78 RPM (Odeon)
1. Tango Italiano (Walter ''Gualtiero'' Malgoni / Bruno Pallesi / Luciano Beretta / Vrs. Romeo Nunes)
2. O Trovador de Toledo (L'Arlequin de Tolède) (Hubert Giraud / Jean Drejac / Vrs. Romeo Nunes)

1962 - COMPACTO (Odeon)
1. Tango Italiano (Walter ''Gualtiero'' Malgoni / Bruno Pallesi / Luciano Beretta / Vrs. Romeo Nunes)
2. O Trovador de Toledo (L'Arlequin de Tolède) (Hubert Giraud / Jean Drejac / Vrs. Romeo Nunes)
1963 - 78 RPM (Odeon)
1. Padre Don José (Jacques Larue / Alain Romans / Vrs. Aline)
2. A Hora Do Amor (les Filles De Cadix) (Leo Delibes / Vrs. Fernando César)
1963 - 78 RPM (Odeon)
1. Amor Perdido (Puerta Del Sol) (Hubert Ithier / A. Leman / Vrs. Fernando Barreto)
2. Mágoa De Amor (Servulo Odilon)

1963 - Gilda Lopes - A Fabulosa (Odeon)
1. A Hora Do Amor (les Filles De Cadix) (Leo Delibes / Vrs. Fernando César)
2. Padre Don José (Jacques Larue / Alain Romans / Vrs. Aline)
3. Tormento de Amor (Todo Lo Español) (José Serrano Garberi / Vrs. Romeo Nunes)
4. Bá-bá-lá-ô (José Messias)
5. Não, Eu Não Vou Ter Saudade (Non, Je Ne Regrette Rien) (Michel Vaucaire / Charles Dumont / Vrs. Romeo Nunes)
6. De Degrau Em Degrau (Nóbrega e Souza / Jerônimo Bragança)
7. O Trovador de Toledo (L'Arlequin de Tolède) (Hubert Giraud / Jean Drejac / Vrs. Romeo Nunes)
8. Nasci Para Ti (Nata Per Me) (Adriano Celentano / Mogol / Miki Del Prete / Vrs. Aline)
9. Balada do Adeus (Ballata Della Trompa) (Franco Pisano / Vrs. Romeo Nunes)
10. Apaixonada (Sciummo) (Enzo Bonagura / Carlo Concina / Vrs. Aline)
11. Agonia (Paulo Aguiar / Carlos Belisário)
12. Quero Paz (Ricardo Galeno / Cirene Mendonça)